plodia interpunctella
traça indiana da farinha / Plodia interpunctella

Ovo: A fêmea põe de 100 a 400 ovos, que são colocados isoladamente ou em grupos sobre os grãos.

Lagarta: São de coloração branca, apresentando tonalidade rosada em algumas partes do corpo.

Pupa: As larvas, quando totalmente desenvolvidas, tecem um casulo de seda branca no anterior da qual se forma a pupa, principalmente nas fendas e frestas de paredes ou nos pontos de contato da sacaria.

Adulto: São mariposas de 20 mm de envergadura. A cabeça e o tórax são pardo-avermelhados, as asas anteriores com dois terços distais também são avermelhados e com o terço basal de coloração acinzentada, com alguns pontos escuros muito nítidos. Esse primeiro par de asas é bastante característico e permite a diferenciação dessa espécie de outras traças. Possui ciclo de vida de, no mínimo, 26 dias. Não se alimentam e possuem hábitos noturnos.

Danos e Prejuízos

A traça-dos-cereais é uma praga de superfície de massa que não causa grandes prejuízos nos produtos armazenados a granel, como milho e trigo. Nos produtos ensacados os danos têm maior importância devido à maior superfície exposta. Essa praga apresenta a característica de alimentarse preferencialmente do embrião dos grãos. Atacam principalmente milho, trigo, fumo, cacau, arroz, aveia, cevada, feijão e soja.