migdolus fryanus
migdolus / Migdolus fryanus

Ovo: Os adultos põem os ovos nos meses de janeiro a março, iniciando as larvas o ataque às plantas a partir desse período. Os ovos eclodem e dão origem à larva. Cada fêmea põe cerca de 40 ovos por ciclo.

Lagarta: As larvas são de coloração branco-leitosa e medem, quando completamente desenvolvidas, cerca de 40 mm. Estas são as grandes causadoras de problemas no canavial.

Pupa: Após a larva se aprofundar no solo (4 m ou mais), ela transforma-se em pupa.

Adulto: É um inseto de hábito subterrâneo, vive em solos profundos (de 3 a 5 metros), bem drenados e em cerrados. Os machos são ativos e voam, as fêmeas não voam por apresentarem as asas atrofiadas. Os adultos apresentam coloração ferrugínea clara (fêmea) ou preta (macho). As revoadas ocorrem de preferência quando o clima e o solo estão secos. Nessa época, as fêmeas sobem à superfície, atraem os machos, copulam e voltam a seu habitat natural para a postura dos ovos. As fêmeas vivem cerca de 21 dias e os machos, de 5 a 7 dias. O ciclo biológico da praga é longo, provavelmente superior a dois anos.

Danos e Prejuízos

As larvas do migdolus destroem o sistema radicular da canade-açúcar de qualquer idade, perfurando-os em todos os sentidos e alimentando-se dele. Em cana-de-açúcar, atacam o rizoma, podendo destruí-lo totalmente. Em canas jovens, as touceiras aparecem parcial ou totalmente secas e as falhas podem ser numerosas. Em canas mais velhas, as touceiras atacadas apresentam aspectos e canas afetadas por seca ou fogo. Os efeitos são mais evidentes durante os períodos em que as plantas estão sujeitas a déficit hídrico, quando é possível encontrar números elevados de larvas junto às touceiras atacadas. Os adultos também podem fazer orifícios nos toletes. Por viver debaixo da terra e só sair na superfície por um curto período de tempo – para as revoadas de acasalamento – a praga é difícil de ser encontrada, o que prejudica seu controle. Os danos ao canavial são irreparáveis: de queda da produtividade à perda da plantação.